Estudantes ocupam instituições da Bahia em protesto contra a PEC 241


Estudantes da Ufba ocupam a instituição nesta quarta-feira (Foto: Juliana Almirante / G1 Bahia)

Estudantes ocupam nesta quarta-feira (26) instituições de ensino superior da Bahia em protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que estabelece limite para os gastos públicos pelas próximas duas décadas. Universidades estaduais e federais de cidades como Vitória da Conquista, Barreiras, Cruz das Almas, Cachoeira e Ilhéus estão sem aulas por conta dos atos. Veja abaixo as instituições ocupadas na Bahia:



Universidade Federal da Bahia (UFBA)

A reitoria da Universidade Federal da Bahia, localizada no bairro do Canela, em Salvador, está ocupada por tempo indeterminado desde a noite da segunda-feira (24). Apesar do ato, as aulas na instituição estão mantidas por conta da proximidade do final do semestre 2016.1. As informações foram confirmadas pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da universidade.


Também na segunda-feira, servidores técnicos administrativos da universidade fecharam o portão principal do campus do bairro de Ondina, em Salvador, em manifestação contra a PEC 241, e impediram a entrada de alunos. A categoria está em greve desde o ato, que ocorre também em protesto contra a proposta.


Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

A Universidade Federal do Recôncavo Bahia (UFRB) tem ocupação e está sem aulas nos seis campi desde o dia 19 de outubro.


A universidade tem campus nas cidades de Cruz das Almas, Cachoeira, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Feira de Santana e Santo Amaro.


Instituto Federal da Bahia (IFBA)

Os campi de Ilhéus e Vitória da Conquista estão sem aulas e com ocupações de estudantes. Os alunos ocupam também os campi de Valença e Paulo Afonso, mas as aulas nessas instituições estão mantidas. Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB)

Alunos ocuparam desde a noite de segunda-feira a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) na cidade de Barreiras contra a PEC 241. Segundo os estudantes, a instituição está sem aulas e a ocupação é por tempo indeterminado.


Os servidores da universidade também estão em greve. Os estudantes ocupam os três pavilhões e a biblioteca do campus Reitor Edgar Santos. Em nota, a reitoria da Ufob informou que apoia a ocupação dos estudantes por ser uma mobilização nacional que defende a educação.


Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

No sul do estado, em Ilhéus, cerca de 60 alunos da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) estão acampados na área externa do campus desde segunda-feira à tarde em protesto contra PEC 241. As aulas estão suspensas de terça-feira até a quarta-feira por conta da paralisação dos professores.


“Amanhã vamos fechar os portões e pavilhões. Então amanhã não deve ter aula também. A intenção é mobilizar em torno da PEC 241. Ontem tivemos debate com estudantes e professores para as pessoas se conscientizarem sobre a ocupação”, disse Tami Batista, coordenadora geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE).


Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)

Não há ocupação de estudantes na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), porém as aulas na instituição estão suspensas nesta quarta-feira. Os docentes da universidade estão em paralisação desde a terça (25) também contra a PEC 241 e em reivindicação de pautas internas.


Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

As aulas estão suspensas nos Campi de Vitória da Conquista, Itapetinga e Jequié, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) nesta quarta-feira. Os estudantes ocupam a instituição desde a sexta-feira (21), também em manifestação contra a PEC 241. Não há previsão para o término do ato. Apenas os serviços administrativos e de pesquisa estão em funcionamento na instituição.


Fonte: G1

1/3
Posts Em Destaque
Categorias
Curta
  • Facebook Basic Square
Arquivo
UMA EMPRESA
DA VIRTUAL TREND
  © 2016 Virtual Trend Comunicação - Todos os Direitos Reservados