Número de mortes por erros em hospitais pode ser maior do que por câncer no Brasil


Foto: Divulgação

Erros de atendimento durante a internação pode ter levado até 434 mil pessoas à morte em 2015, segundo um estudo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).


Isso significa que, a cada três minutos, dois brasileiros podem ter morrido por erros em hospitais. A equipe de pesquisadores avaliou resultados obtidos em uma pesquisa de grupo para o número de internações em todo o país, nos sistemas público e privado.


De acordo com a revista Exame, os pesquisadores concluíram que o número de óbitos por problemas hospitalares seria de 104 mil por ano se todos os hospitais do Brasil tivessem um elevado grau de qualidade e acreditação internacional.


Nos Estados Unidos, erros de atendimento ficam atrás das doenças cardiovasculares e câncer em número de mortes.


Considerando o número apontado pela pesquisa, o fator seria o primeiro ou segundo que mais mata no Brasil. "A culpa por esses eventos adversos raramente é de uma só pessoa.


A origem, geralmente, está na organização do trabalho", afirmou Renato Couto, professor da Faculdade de Medicina da UFMG e um dos autores do estudo. Os pesquisadores estimam que 60% dessas falhas poderiam ser prevenidas.


Fonte: Bahia Notícias

1/3
Posts Em Destaque
Categorias
Curta
  • Facebook Basic Square
Arquivo
UMA EMPRESA
DA VIRTUAL TREND
  © 2016 Virtual Trend Comunicação - Todos os Direitos Reservados