Fogo segue devastando mata nativa em Macaúbas

04/11/2016

 Foto: Divulgação / Whatsapp

 

Um incêndio que teve início ontem (03/11), segue devastando a mata na serra do Catolés, zona rural de Macaúbas.

 

Entramos em contato novamente com o secretário de Meio Ambiente Sr. José Ilton Lima, mais conhecido com Lando para apurar novas informações.

 

 

 

Segundo o secretário já foi feito uma primeira inspeção, por volta das 10h00 desta manhã (04), o helicóptero do Corpo de Bombeiros de Barreiras sobrevoou o local.

 

A boa notícia é que o fogo não se espalhou para outras regiões ficando concentrado por enquanto na região do Catolés, por estar contra o vento.

 

Agora a tarde o helicóptero sobrevoará novamente o local e constatando a necessidade, cerca de 10 homens do Corpo de Bombeiros de Barreiras virão para realizar o combate aéreo, já que é humanamente impossível subir a serra por terra.

 

 

           José Ilton Lima - Foto Divulgação

 

Ainda segundo Lando, os danos ambientais são enormes impossível de avaliar neste momento, os moradores da região encontram-se sem água, já que o fogo destruiu os canos da rede de água do SAAE.

 

Um possível causador deste incêndio, foi identificado e eles já estiveram até a propriedade para falar com o infrator, que negou que tenha sido ele, mas algumas pessoas moradoras da região alegam que foi, o nome do suspeito não foi divulgado.

 

Entramos em contato com a Professora Bióloga Naiara Rêgo Oliveira, que relatou ao Macaúbas Notícias algumas das consequências terríveis ao meio ambiente, são causadas por esse tipo de incêndio.

 

Segundo Naiara, a biodiversidade da região pode diminuir consideravelmente, o solo certamente ficará desprotegido, isto é, pobre em nutrientes, em queimadas de grande porte há liberação de CO2 (dióxido de carbono) em grande escala aumentado a poluição atmosférica podendo até afetar a camada de oxônio que nos protege dos raios ultravioletas emitidos pelo sol, intensificando o efeito estufa e alterando cada vez mais o clima do local, podendo torna-lo ainda mais quente e seco.

 

Outro agravante nesse incêndio de Macaúbas, foi o fato dele estar ocorrendo muito próximo as nascentes de água, o fato da região já ser escassa de chuva e com a queimada das vegetações que fazem a captação das águas das chuvas, existe o risco real dessas nascentes morrerem.

 

 

                                                                                                                        Naiara Rêgo Oliveira - Foto Divulgação

 

Em relação a recuperação da vegetação, depende muito de espécie para espécie, mas é muito difícil a recuperação total da área afetada, pode demorar anos, disse.                                             

                                                                                                                                    

Assim que o Macaúbas Notícias obtiver mais informações atualizaremos a situação.

 

Por: Marcos Rita Sant'Ana / Macaúbas Notícias

 

Compartilhar Facebook
Compartilhar Twitter
Please reload

1/3
Posts Em Destaque

Trator é entregue a Associação Comunitária do São José

08/08/2020

1/10
Please reload

Categorias
Curta
  • Facebook Basic Square
Arquivo
Please reload

  © 2016 Virtual Trend Comunicação - Todos os Direitos Reservados