Médico emite nota em resposta ao valores de salários divulgados

20/03/2017

O  Dr. Adelson Dias Costa, médico do hospital de Macaúbas enviou para nossa redação, uma nota em resposta dos valores de salários divulgados, confira abaixo nota na integra.  

 

“RESPOSTA À PUBLICAÇÃO DA NOTÍCIA SOBRE SUPERSALÁRIOS NO MUNICÍPIO DE MACAÚBAS

 

Fui surpreendido ao ler essa matéria, tendo em vista que a mesma notícia que eu recebo do município de Macaúbas o importe de R$60.000,00 (sessenta mil reais) mensais.

 

Fiquei chocado com tal notícia e totalmente surpreso. Isso porque, na Câmara de Vereadores, em Sessão Ordinária do mês fevereiro/2017, o Presidente daquela Casa Legislativa já tinha apresentado os recibos de pagamento que comprovaram que o valor auferido por mim seria em muito inferior ao que foi divulgado.

 

Naquela ocasião, isso se deu em virtude de um outro site de notícias também ter publicado essa informação. Com isso, achávamos que a situação já estaria sido resolvida, tendo em vista que já se tinha comprovado que esse absurdo valor de R$60.000,00 não era verdadeiro.

 

Aproveito para apresentar os comprovantes de pagamento através de TED, que vão juntos à esta nota. Ademais, os recibos de pagamento se encontram em poder da Câmara de Vereadores do município de Macaúbas. Infelizmente, por mais que já se tenha sido comprovado naquela sessão que o valor pago não era nem de longe o importe de R$60.000,00, foi veiculada uma nova notícia nesse sentido.

 

Como consequência desse fato inverídico, as repercussões negativas estão sendo alarmantes, ocasionando danos a uma pessoa que trabalha no município de Macaúbas há 20 anos, sempre exercendo seu trabalho com profissionalismo, dedicação e amor.

 

Um profissional que já lançou mão de inúmeras oportunidades para poder estar contribuindo com a saúde pública do município, prestando relevantes serviços à população macaubense.

 

Inclusive, em virtude disso, recebeu o título de Cidadão Macaubense concedido pela Câmara Municipal. Cabe, ainda, salientar, que ao contrário do que a notícia veicula, os médicos estão sem receber o pagamento referente ao mês de dezembro/2016, tendo sido movida uma ação judicial de cobrança contra o município, que se encontra em andamento.

 

Sabemos que o município de Macaúbas passa por um momento nunca dantes visto em sua história. A população está exercendo, na prática, o que desejamos em toda Democracia Participativa.

 

Não se contentando mais com o exercício da Democracia somente de dois em dois anos, através do voto, mas indo à luta todos os dias para que se tenha um município melhor para todos, com saúde de boa qualidade, excelência em educação, saneamento básico que condiz com a dignidade humana, fiscalização dos seus representantes.

 

Para isso, se tem visto, ultimamente, a formação de excelentes grupos e movimentos que lutam pelos interesses do município sem qualquer viés partidário. Um lindo momento por que está passando o município e que esperamos que seja para sempre.

 

Parabéns a todos que estão nessa luta. Contudo, não podemos deixar que essa vontade de ver as coisas melhores, de construção de uma Macaúbas melhor para todos, acabe por atingir pessoas de bem que sempre contribuíram pelo bem-estar da população de Macaúbas e construíram, realmente, uma Macaúbas melhor.

 

Portanto, deixo aqui minha manifestação a respeito dos fatos que foram expostos, reafirmando que a informação veiculada de que eu recebo um valor de R$60.000,00/mês é IMPROCEDENTE, conforme pode se verificar dos recibos de pagamento à disposição da Câmara de Vereadores, bem como dos comprovantes apresentados.

 

Não sei ainda ao certo, mas talvez os ventos do momento estejam soprando em outras direções.

 

Adelson Dias Costa”

 

(Entenda o caso). Veja abaixo os comprovante bancários. 

 

 

 

 

 

Compartilhar Facebook
Compartilhar Twitter
Please reload

1/3
Posts Em Destaque

Cemitério em abandono pode expor população à risco de saúde

28/07/2020

1/10
Please reload

Categorias
Curta
  • Facebook Basic Square
Arquivo
Please reload

  © 2016 Virtual Trend Comunicação - Todos os Direitos Reservados