Posto de Saúde de Curralinho está fechado a 4 meses e revolta moradores

20/04/2017

 Posto de Saúde fechado da Comunidade de Curralinho sequer tem identificação

 

Em contato com o Macaúbas Notícias, a moradora da Comunidade de Curralinho, zona rural de Macaúbas, Lúcia Batista reclama que o posto de saúde da comunidade está fechado desde janeiro e cerca de 320 pessoas estão sem atendimentos.

 

Lúcia nos enviou o desabafo que ela fez utilizando sua página do Facebook, confira abaixo.

 

“Este é o posto de saúde de Curralinho de Cima, localizado no município de macaúbas- BA, onde a saúde deveria ser prioridade, mas infelizmente não é isso que acontece ele está assim de portas fechadas e a população sofrendo com a falta de atendimento, não têm nem um enfermeiro como tinha até Dezembro de 2016, para atender a população com procedimentos simples como: curativos, hipertensos que precisam aferir a pressão arterial etc.

 

Também têm gestantes precisando fazer o pré-natal. Em novembro foi o último atendimento médico aqui no posto de curralinho, desde de Janeiro até o momento não têm sequer o enfermeiro para atender o povo.

 

Gestantes buscando atendimento em localidades vizinhas que se encontram funcionando normalmente.

 

 

Esta senhora da foto é de povoado de Curral Velho que fica a 7km daqui de curralinho, precisou de atendimento de curativo e não foi possível devido o posto estar fechado, onde a mesma se deslocou para povoado do canto a procura de atendimento, sem contar que, nem todos os pacientes tem um meio de transporte para fazerem esse deslocamento, em muitas das vezes precisam fretar carro para se deslocarem.


Deixo aqui o meu apelo aos administradores do município e aos responsáveis pela saúde do mesmo à tomarem as providências urgentes, porque nós pagamos os impostos, é nosso direito termos saúde de qualidade e a população precisa ser tratada com respeito e dignidade. 


Saúde é vida!”

 

Lucia ainda relata que os moradores estão todos revoltados, que sempre tem alguém reclamando que precisa renovar receitas, aferir pressão arterial, fazer acompanhamento e não tem médico.

 

Gestantes também estão sem fazer o pré-natal, sendo obrigadas a fazerem novo prontuários em comunidades vizinhas, pois os delas estão retidos no posto.

 

 

Compartilhar Facebook
Compartilhar Twitter
Please reload

1/3
Posts Em Destaque

Cemitério em abandono pode expor população à risco de saúde

28/07/2020

1/10
Please reload

Categorias
Curta
  • Facebook Basic Square
Arquivo
Please reload

  © 2016 Virtual Trend Comunicação - Todos os Direitos Reservados